• Hélio Gomes Coelho Junior

A CCT como “ferramenta” de negócios e gestão


Após conduzir o processo de negociação coletiva, objetivando a renovação da CCT do SINDESP-PR e Federação dos Trabalhadores e Sindicatos (09) de Vigilantes, o consultor jurídico de nosso sindicato, advogado e professor de Direito do Trabalho, Hélio Gomes Coelho Júnior, fez interessante abordagem sobre as cláusulas econômicas, sociais e de trabalho da nova CCT, que deve ser vista como uma “ferramenta” de negócios e melhor gestão de pessoas. Incentivou os empresários a não verem a CCT como custo e sim como um investimento no seu business. Convidou-os claramente à revisão de conceitos, práticas e rotinas.


Como a nova CCT foi feita para viger de 01.02.22 a 31.01.24, já estando ajustadas todas as questões salariais, benefícios e as condições sociais e de trabalho, as empresas ganharam maior segurança jurídica e previsibilidade, o que foi possível alcançar através de um processo negocial maduro, que sempre pressupõe respeito e credibilidade junto às entidades sindicais representativas dos trabalhadores, que também perceberam a conveniência de uma norma coletiva mais duradoura, a permitir que os vigilantes possam trabalhar com maior perspectiva de empregabilidade, especialmente quando o país terá eleições majoritárias e proporcionais, pois em janeiro próximo haverá uma renovação na Câmara e no Senado, parcialmente, e serão eleitos governadores e presidente da República.


Na exposição da nova CCT ficou bastante evidente o convite do Advogado Hélio para que as empresas dediquem mais atenção ao texto da CCT, que exige diálogo entre a direção da empresa e seus departamentos comercial, operacional, RH e jurídico, ante a constatação de que muitas cláusulas convencionais não são percebidas ou praticadas por eles, ainda que componham o acervo de regras úteis.


“A CCT é de ser vista como uma peça de alfaiataria, ou seja, feita à mão, sempre em conjunto com os sindicatos dos trabalhadores. Sempre melhor, obviamente, do que Lei (trabalhista), que é feita para todos.”, adverte o nosso Consultor que também assiste a Fenavist.


Boa leitura de sua CCT (clique aqui).

21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo