• Redação

Nota de Repúdio

O SINDESP-PR manifesta apoio ao posicionamento da FENAVIST e do SINDESP PA-AP contra o ato de violência praticado por empresa irregular. Confira a íntegra da nota:


O Sindicato das Empresas de Vigilância, Segurança Eletrônica, Curso de Formação de Segurança Privada dos Estados do Pará e Amapá (Sindesp-PA/AP) e a Federação Nacional das Empresas de Segurança e Transporte de Valores (Fenavist) repudiam a conduta da empresa que se apresenta como de segurança no episódio o corrido na Feira da 25, na data de 17 de dezembro de 2021, ao agredir covardemente um morador de rua.


As entidades patronais esclarecem que todas as empresas do setor de Segurança Privada são controladas e fiscalizadas periodicamente pela Polícia Federal e devem seguir protocolos legais que garantam a excelência da prestação do serviço, destacando o respeito ao próximo, a dignidade humana e a diversidade em sua atuação.

A empresa citada no episódio não integra os quadros de Empresa de Segurança Privada formal, bem como não está habilitada perante a entidades que controlam e regulam a atividade, razão pela qual exerce atividade de forma irregular/informal/ clandestina.

Por fim, as entidades patronais reafirmam o compromisso em esclarecer às autoridades com informações pertinentes com o objetivo de proteção e integridade das Empresas Regulares da Segurança Privada


O Sindesp PA-AP e a Fenavist renovam o compromisso em apoiar a responsabilização dos responsáveis pelo episódio em todas as esferas do direito


Alberto Mário Alves Fonseca - Presidente do SINDESP PA/AP

Jeferson Furlan Nazário - Presidente Nacional da FENAVIST

13 visualizações0 comentário