• Redação

Empresas de segurança patrimonial devem ter políticas antidiscriminatórias claras

Compromisso antirracista tem de estar presente nas políticas e no compliance


A fiscalização da segurança privada no Brasil é de responsabilidade da Polícia Federal. Existem, no país, mais de 2.400 empresas de segurança patrimonial. No primeiro trimestre de 2022, aproximadamente 55% da força de trabalho do setor (estimativa de cerca de 600 mil pessoas) era composta por seguranças que não atuavam dentro dos parâmetros legais estabelecidos pela Lei Federal n° 7.102/83 e pela Polícia Federal, segundo dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública.



7 visualizações0 comentário